terça-feira, 24 de agosto de 2010

Entulho


Entulho

Aqui quando chove
A alegria é pouca
As lágrimas são muitas e se misturam às águas.

Tento me distrair,
Bebo lágrimas
Tomo banho d'chuva

Mais depois tudo se vai.
Vai a casa
As roupas
As brincadeiras ladeira abaixo.

No final
Tudo se junta no pé do morro.
E o que eu chamava de lar doce lar
Agora chamam de entulho.

por @cronicamendes

9 comentários:

Felippe L.B. Katan disse...

Muito bom, como sempre.

Parabéns por todo seu talento.

@tallyta53 disse...

Parabéns ;profundo e realizta como sempre tocou o coração ! você tem uito talento

Leopac disse...

Sempre sabe o que faz,o amor é plantado em suas palavras.Parabens

lOlA disse...

Poxa, é complicado a realidade em que todos vivemos, a cada dia de chuva, familias desesperadas, vendo sua casa e pertences sendo levadas ... realmente triste.

Ronaldo Nunes disse...

com muita sensibilidade e autoridade suas poesias como sempre surpreendendo, cada vez melhor. Meus sinceros cumprimentos pelo dom que você tem e por saber usa-lo.

Maria Isabel disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Maria Isabel disse...

Crônica, gosto de todo o seu trabalho, mas gostei especialmente deste poema. Imagens e sentimentos sendo levados pelas letras, harmoniosamente.

Ana Clara Sicari disse...

Realmente, nada além da verdade! O que me deixa profundamente triste... Parabéns pelo seu talento e Obrigada por nos abrir os olhos pra vida real.

vato cria das ruas... disse...

poesia sobre ruinas- uma realidade ...