quarta-feira, 25 de dezembro de 2013

Chuva Quando Chora


Chuva Quando Chora
Chuva
pode chover,
e desta vez molhe meu peito,
meu coração, meu amor.
Pode chover
sobre minha face,
mas não vou esconder minhas lágrimas de emoção
e saudade.
Deixa eu ler,
deixa chover,
deixa o coração saltar,
deixa a música tocar...
Pode Sopra Lobo Mal, com toda a sua ignorância,
pois as paredes e portas do SABER
não cairão diante do seu bico seco.
Aqui, chove, e a chuva que literalmente molha as palavras,
transportar as mesmas, aos cantos e contos de quebradas inteiras.
Saúde,
Chuva,
pessoas e poesias...
Deixa chover.
Deixa saber.
Crônica Mendes

Nenhum comentário: