segunda-feira, 2 de abril de 2012

Chuva Quando Chora


Chuva Quando Chora

Chuva
pode chover,
e desta vez molhe meu peito,
meu coração, meu amor.

Pode chover
sobre minha face,
mas não vou esconder minhas lágrimas de emoção
e saudade.

Deixa eu ler,
deixa chover,
deixa o coração saltar,
deixa a música tocar...

Pode Sopra Lobo Mal, com toda a sua ignorância,
pois as paredes e portas do SABER
não cairão diante do seu bico seco.
Aqui, chove, e a chuva que literalmente molha as palavras,
transportar as mesmas, aos cantos e contos de quebradas inteiras.

Saúde,
Chuva,
pessoas e poesias...
Deixa chover.
Deixa saber.

Crônica Mendes

3 comentários:

Germano Gonçalves disse...

"Que chova todos os dias para meu amor não sair de perto de mim que pare a chuva para meu amor chegar". Cara beleza de poema gostei mesmo, valeu!

V.A.T.O disse...

Deixa eu ler,
deixa chover,
deixa o coração saltar,
deixa a música tocar...
bem loko bem que tu podia reunir seus pensamentos em um livro ei maloka heheh fica a dica hehee salveeee

André Luis de Vasconcelos disse...

salve salve esse é o Cronica?Mendes... bela poesia